jump to navigation

Football Manager 2009: Regresso do futebol de sofá Novembro 4, 2008

Posted by nunomachado in Antevisões, PC.
trackback

fm2009_1

É um jogo de computador? Uma ferramenta de trabalho? Provavelmente, é as duas coisas. Falamos de “Football Manager 2009” (FM 2009), a versão actualizada do mais popular jogo de gestão desportiva. Todos os anos, a Sports Interactive procura colocar inovações num jogo quase completo, sendo uma tarefa hercúlea agradar aos milhões de fãs da franquia espalhados pelo mundo. Apesar de existirem sempre algumas críticas a cada versão anual, ninguém dispensa este jogo que, em termos gráficos não encanta, mas deixa-nos as células cinzentas em brasa.

fm2009_8

A grande arma de FM 2009 continua a ser a sua enorme e bem construída base de dados, bem como a jogabilidade intuitiva. Quem se inicia nestas andanças de treinador de sofá, pode contar com um tutorial bem elaborado que explica quase todas as tarefas inerentes à nossa posição de treinador/gestor de uma equipa. Um verdadeiro manager à inglesa. Este ano, foram acrescentadas mais algumas cerejas ao topo do bolo, entre as quais, as conferências de imprensa antes de cada jogo. O treinador pode dar o corpo às balas, que é como quem diz enfrentar os jornalistas e as suas difíceis questões, ou pode enviar o adjunto. Uma inovação que aproxima ainda mais o jogo da realidade.

fm2009_51

Os boatos da imprensa ganham agora mais importância. Existe mesmo um separador que identifica os boatos relativos a cada equipa e quais os potenciais alvos, sempre criados por uma imprensa faminta de “sangue” no mercado futebolístico. As transferências estão mais realistas, com respostas mais rápidas e decisões mais acertadas. Carlos Eduardo, do fantástico Hoffenheim, rapidamente percebeu que seria um pulo enorme na carreira mudar-se para o Benfica.

A interacção entre o treinador, nós, e o adjunto também foi reforçada. Diamantino Miranda alertou-me várias vezes, nos intervalos dos jogos, para jogadores que estavam a jogar mal ou quais os pontos fortes da equipa adversária. Quando lhe dei ouvidos, o Benfica melhorou, quando o ignorei, paguei com derrotas e empates. Se calhar deveria ser ele o treinador… Uma palavra ainda para a inclusão de uma nova estatística no fim dos jogos, onde se pode observar os quilómetros percorridos por cada jogador, ideal para saber quem anda a fazer de Vukcevic, ou quem joga como o Ybeda.

fm2009_61

Por último, deixei o melhor para o fim. O motor de jogo em 3D é uma evolução importante, mas os saudosistas das famosas “caricas” também podem optar por esta solução, se escolherem o motor em 2D. Em 3D a noção táctica da equipa é muito mais perceptível, dando a ideia que estamos mesmo a ver um jogo de futebol. Pena é que, em termos gráficos, o estádio seja sempre o mesmo, mas para primeira vez, o 3D é bem-vindo. Duas chamadas de atenção: as lesões são excessivas. Deve ser um bug da demo, mas se não for, convém melhorar esta situação, pois dois a três jogadores lesionados em todos os jogos, nada tem de realista. Depois, “pontapé de baliza do nosso guarda-redes, golo na nossa baliza”, é uma repetição de outras épocas. Quando surge este comentário, já sabemos que vamos encaixar um golo. Pequenas coisas que não deixam de fazer do “FM 2009” um vício para os próximos meses.

fm2009_7

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: