jump to navigation

Skate 2: Manobras radicais Janeiro 10, 2009

Posted by nunomachado in Análises, Playstation 3.
trackback

skate-2_capa

Durante muitos anos, o rei do skate virtual foi a série “Tony Hawk’s”, editada pela Activision. Mais de uma dezena de jogos depois, eis que surge um novo pretende ao trono, de tal forma poderoso, que destronou o mítico Tony Hawk. “Skate”, editado pela EA, foi uma agradável surpresa quando surgiu em 2007. Conseguiu mesmo vender mais que o rival da Activision, o que levou a EA a apostar numa continuação do jogo. E ainda bem que o fez.

“Skate 2” traz algumas melhorias em relação ao antecessor. Tudo começa em New San Vanelona, cidade que substitui San Vanelona, destruída por um desastre natural há cinco anos atrás. Se a antiga cidade era um autêntico paraíso para os homens do skate, a nova vai complicar a vida aos “skaters”. Os espaços para praticar manobras estão delimitados e existe segurança na cidade para punir os prevaricadores. No entanto, como muitos dos obstáculos que promovem as melhores manobras estão espalhados um pouco por todo o lado, nada melhor que tentar fugir a estes seguranças e partir à aventura. Uma ideia original que inclui um pouco de aventura e, ao mesmo tempo, emoção na prática das manobras.

skate2_3

O jogador tem agora à sua disposição um maior número de itens para personalizar o skater que cria. Por outro lado, existem quase o dobro de movimentos em relação ao primeiro jogo. Quase tudo é personalizável, desde os atributos físicos à roupa, nunca esquecendo o skate. Outra novidade é o Graphic Creator que permite a criação de cenários ao gosto de utilizadores, ferramenta que aumenta a longevidade do jogo e permite a partilha de cenários via on-line.

skate2_2

Destaque ainda para o modo multiplayer, onde quase todos os objectos são interactivos. É possível efectuar pequenos torneios, com inúmeros movimentos, efectuar diversas missões em modo cooperativo ou competitivo e, claro, descarregar material adicional para tornar o jogo ainda mais variado.

skate2_3

Num título deste género, a banda sonora acaba por ser um aspecto fundamental na qualidade geral do jogo. Mais uma vez, as grandes bandas deverão estar presentes, como os Motorhead ou Public Enemy, o que promete uma banda sonora de grande qualidade. O aspecto gráfico está ainda mais apurado do que o título original, com mais cores, mais pormenores e maior fluidez, no que concerne à versão para a PS3.

Tudo reunido, o ano de 2009 começa em grande, com um excelente jogo, com muita acção e emoção à mistura.

Comentários»

1. MONICA - Dezembro 31, 2009

legal


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: