jump to navigation

F.E.A.R. 2: Project Origin: A fúria de Alma Fevereiro 17, 2009

Posted by nunomachado in Análises, PC.
trackback

fear-2-project-origin_capa

 

O primeiro jogo da série, “F.E.A.R.”, tinha deixado uma enorme legião de fãs, logo esperava-se qualidade acrescida nesta sequela. Depois de algumas horas de terror e muitos tiros, podemos afirmar que estamos perante de um dos melhores FPSs do ano, na versão PC. Para quem não conhece a história de “F.E.A.R. 2: Project Origin”, aqui vai. Auburn, o palco da acção, foi destruída no fim da história do jogo original, por uma explosão apocalíptica. A explicação para esta explosão e para os fenómenos paranormais que assolam a destruída cidade está em Alma, uma criança em que o ódio pela humanidade cresce a cada passo que dá. A nossa missão é parar Alma e a sua sede pela destruição. Mas, a tarefa não é nada fácil. Para além da jovem paranormal, o herói da narrativa, Michael Becket, ainda vai ter que neutralizar Genevieve Aristide, a presidente da Armacham Technology, grande responsável pelo estado psíquico de Alma. Contudo, a própria empresa envia um grupo de mercenários para assassinar Aristide, para não existirem fugas de informação, e Becket e os restantes soldados da Força Delta são apanhados no meio deste fogo cruzado.

fear-2-project-origin_3

A maior expectativa em relação a este jogo estava na jogabilidade e nos ambientes criados pela Monolith, a produtora do jogo. Logo nos primeiros momentos de jogo, essa curiosidade é satisfeita. O primeiro nível mostra ao que vamos, ou seja, o terror está bem patente nas cenas iniciais e os tiros vão ser mais que muitos. O primeiro cenário é uma escola e podemos afirmar que, pela primeira vez, os cabelos atrás da nuca arrepiaram-se com o que é vivido naqueles corredores. Preparem-se para utilizar a lanterna e descobrir corredores cheios de pedaços de corpos humanos, muito sangue e muitas almas penadas a atacarem-nos. Esta é apenas uma pequena amostra do que se segue até ao fim do jogo. Pelo meio, vamos ter um Becket com poderes psíquicos, vários resumos para nos inteirarmos da história, momentos paranormais e um fim que deixa antever uma nova sequela.

fear-2-project-origin_4

A jogabilidade é também de elogiar, tal como já tinha acontecido em “F.E.A.R.”. Existem sempre locais de cobertura e muitos objectos podem ser utilizados para nos escondermos dos tiros inimigos. Também o armamento é variado, desde a simples pistola até um lança-rockets e uma útil espingarda de sniper. A cereja no topo do bolo é a armadura, carregada de armamento que nunca mais acaba, capaz de avançar pelas ruas da cidade e despachar quem nos surge pela frente, sem grandes dificuldades. O “slow mo” continua a dar uma ajuda preciosa e, para quem não conhece, esta opção pode ser activada quando surgem vários inimigos em simultâneo, diminuindo a velocidade da câmara e permitindo alvejar com mais certeza tudo o que mexe.

fear-2-project-origin_5

Uma última palavra para o som e o modo multiplayer. A banda sonora ajuda, e de que maneira, ao ambiente de terror que se vive em todo o jogo. Consegue criar suspense e assustar quem joga. Já o modo multiplayer, encontra-se “despido” de opções. Suporte até 16 jogadores, modos normais, sendo apenas de destacar o Armored Front, que permite aos jogadores defrontarem-se com a armadura carregada de munições. Ainda assim, nota muito positiva para este “F.E.A.R. 2: Project Origin”.

fear-2-project-origin_6

Comentários»

1. Telmo Costa - Fevereiro 22, 2009

Sem duvida um jogo para passar até ao fim e aproveitar cada segundo, experimentem desligar as luzes e aumentar o volume. Quem não se assustar não merece jogar esta beleza.

Parabéns pelo post Nuno, muito bem conseguido.

Um abraço,
Telmo Costa

2. robamanga - Maio 3, 2009

esse jogo é muito doido da medu so de ve em algumas foto =D
msm assim num decha di se um otimo jogo bem feitoo abraço ae =D

3. SSoFF - Junho 25, 2009

Desde o 1º Fear já era foda… o dois melhorou e muito… desde q qualidade gráfica, os sustos, só axei q o final ficou um pouco fácil….
mas com certeza a parte do colégio é a pior em realçao a terro =)

4. Artur - Setembro 12, 2009

o melhor jogo do genero q existe. Nem sei oq fala é uma combinação de cenario,musica e terror q poucos jogos conseguem reunir como fear conseguio

5. Robert Gama - Abril 3, 2010

Jogos no estilo de F.E.A.R, são poucos no mercado, e faltam jogos assim, que te prendem, e quando vc vê, ja se passaram horas..

6. diegogti - Junho 13, 2010

acabei de zera o fear 2 as 21:40 dodia 12 de junho de 2010…fikei meio decepcionado com o final mais foi massa!

7. ZBot[PT] - Junho 16, 2010

onde encontro aki o donwload???

8. afraid to shoot strangers - Outubro 19, 2010

Acabei de zerar esse petardo! Bem longo o jogo, demorei uns dias para finalizar, mas o final é bacana, compensa!
Finalmente um jogo onde se tenha a sensação de estar dentro de um filme de terror…nota máxima pra esse game!

9. Os números de 2010 « Games Room - Janeiro 4, 2011

[…] The busiest day of the year was 6 de Novembro with 159 views. The most popular post that day was F.E.A.R. 2: Project Origin: A fúria de Alma. […]

10. Junior - Setembro 15, 2011

Ahhh, euq ueria que a menina fosse nossa amiga… e esutivesse nos ajudando… Gosto dela!!! rss

11. M@r¢0S - Dezembro 21, 2011

Eu to baixando ele .. Mais gostei muito dele… Ah e essa explicaçao do game ficou explendido parabens!!!

12. CACA-COBRA - Janeiro 2, 2013

Gostei do jogo, só fiquei decepcionado com a ultima “fase”, muito facil 😛


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: