jump to navigation

Warhammer 40.000: Dawn of War II: Caos na Terra Março 10, 2009

Posted by nunomachado in Análises, PC.
trackback

warhammer-40000-dawn-of-war-ii_capa

géneros no mercado de videojogos que estão completamente saturados. Por um lado, compreende-se este excessivo número de jogos, pois são os géneros preferidos. Falo, claro, dos RTS (Real Time Strategy), FPS (First Person Shooter) e RPG (Role Playing Game). Ao mesmo tempo, muitos são os títulos que oferecem mais do mesmo, passando ao lado das vendas e desaparecendo rapidamente do Mercado. A série “Warhammer” não se inclui nesta última categoria. Ao longo dos anos, foi habituando os entusiastas dos RTS com boas novidades, variando cenários e mecânicas de jogo, o que acaba por explicar a sua longevidade. Com a chegada de “Warhammer 40.000: Dawn of War II” podemos dizer que a Relic, produtora deste título, colocou a cereja no topo do bolo.

warhammer-40000-dawn-of-war-ii_1

Mais uma vez, a série mais futurista deste RTS, “Warhammer 40.000”, traz uma história de caos na Terra. Os humanos lutam ferozmente contra Orcs, Eldars e Tyranids. O jogador assume o papel de um elemento dos Space Marines e salvar o planeta das constantes invasões de toda e qualquer tipo de criatura. Está dado o mote para o início do jogo, mas logo aqui começam as surpresas. Ao contrário do primeiro jogo da série, aqui acabaram-se as construções de bases ou a gestão de recursos. Existe uma nova e refrescante abordagem, onde um pequeno grupo de “marines”, apoiado por vários esquadrões, parte para várias missões, onde os combates são o prato principal. Capturar edifícios, defender posições e manter a equipa viva e de boa saúde são alguns dos requisitos a cumprir.

warhammer-40000-dawn-of-war-ii_3

Com esta mecânica de jogo era mais do esperado que existisse uma vertente RPG bem presente. Mais uma vez, a experiência conta e dá pontos. Estes podem ser utilizados para melhorar as capacidades dos nossos esquadrões, que podem ainda ganhar novas armas, se o desempenho no palco de guerra estiver em bom nível. Existem ainda diversos itens espalhados pelo mapa, o que obriga a perder algum tempo a explorar, sem nunca esquecer o objectivo principal da missão. Esta é, de um modo geral, a forma como se desenrola o modo campanha. Mas, neste tipo de jogos, o multiplayer também costuma ser rei.

Vários são os modos que podem ser escolhidos. Desde o cooperativo, onde partimos para as missões com a ajuda de um amigo, até em combates contra o computador, por ranking ou personalizados. Basta escolher uma das quatro facções, escolher um comandante e siga para o campo de batalha.

warhammer-40000-dawn-of-war-ii_31

Outro aspecto muito positivo é o nível gráfico. Colocando todas as opções gráficas “On”, temos um título que pede uma máquina bem artilhada. Mas vale a pena. Paisagens bem desenhadas, fluidez quando existem muitas unidades em combate e belos detalhes das nossas tropas são alguns dos elogios que podem ser feitos. Também a banda sonora acompanha a boa qualidade geral. Em suma, um RTS que poderá fazer frente a “Halo Wars”, que aqui falámos na semana transacta.

warhammer-40000-dawn-of-war-ii_4

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: