jump to navigation

Resident Evil 5 : O regresso dos zombies Março 24, 2009

Posted by nunomachado in Análises, Playstation 3.
trackback

resident-evil-5_capaps3

É um nome histórico dos videojogos. Uma espécie de “grande”, como no futebol português. Para quem não se lembra, e devem ser muitos, a série nasceu em 1996. Desde então, várias versões foram lançadas, algumas de qualidade duvidosa, para as mais diversas consolas, até chegarmos a “Resident Evil 5”, a cereja no topo do bolo. Esta nova versão vai buscar tudo de bom que existente no número 4 da série e acrescenta-lhe ainda mais algumas boas novidades.

Chris Redfield regressa como o herói de “Resident Evil”, ele que esteve presente no primeiro jogo da saga, e dirige-se para África onde a mais recente ameaça de bioterrorismo está literalmente a transformar as pessoas e os animais da cidade em criaturas irracionais e dementes. Com a sua nova parceira, Sheva Alomar, uma agente local, os dois devem trabalhar juntos para descobrir a verdade por trás desta terrível conspiração. Contudo, mais do que uma caça aos zombies, esta demanda vai revelar alguns segredos e reavivar personagens de sempre do universo “Resident Evil”. Ao mesmo tempo, e como já estamos a falar de treze anos de história, existe uma espécie de biografia do jogo que nos relembra factos passados, para quem só agora experimenta pela primeira vez este jogo.

resident-evil-5_6

A mecânica de jogo baseia-se na parceria. O jogador controla Chris Redfield e a máquina a esbelta Sheva. Esta torna-se uma aliada preciosa nos momentos de maior aperto e na exploração dos cenários. Dei por mim em apuros no meio de vários zombies, e lá veio a minha salvadora, qual Steven Seagal, a despachar tudo o que mexia. Contudo, é necessário refrear-lhe os ânimos, pois a menina não pode ver um inimigo que desata a disparar com tudo o que tem à mão. E neste jogo, a racionalização de recursos é fundamental. Assim, o melhor é dar-lhe munições racionadas para não gastar tudo de uma vez só. Mas, de vez em quando tem umas “travadinhas” e, em vez de ajudar, acaba por atrapalhar, principalmente na luta contra os “bosses”, os momentos mais altos de acção do jogo.

resident-evil-5_7

Uma das grandes expectativas, depois de observar alguns trailers, estava no ambiente criado. Esperávamos mais sangue, mais terror, mais cabelos de pé, como acontece em “F.E.A.R. 2: Project Origin”. Em alternativa, existe mais acção, mais dinâmica e menos sustos. Do passado, manteve-se um velho hábito que irá agradar aos puristas da série, mas irá irritar quem nunca jogou “Resident Evil”, parar para disparar. Mesmo que tenhamos de chamar a nossa parceira, temos de parar. Ora se existir um grupo de zombies a correr desenfreadamente para nos fazer uns “carinhos”, parar é a última coisa que queremos fazer, mas é também a única solução. Ou seja, aqui parar pode mesmo significar morrer.

resident-evil-5_8

O ponto alto do jogo está no visual gráfico. Aqui, estamos mesmo perante o melhor do ano, mesmo estando ainda em Março. O detalhe das personagens, o pormenor da passagem de um local muito iluminado para um escuro leva o protagonista a ficar com a visão turva durante alguns segundos ou passando muito tempo ao sol começa a ficar com alucinações ou as sequências cinematográficas mostram a qualidade muito elevada deste jogo. Até a banda sonora acompanha o bom trabalho feito a nível visual.

Destaque ainda para o modo cooperativo, onde a ajuda de Sheva se torna completamente eficaz e o modo Mercenaries, onde num tempo limite teremos que matar o maior número de inimigos.

resident-evil-5_9

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: