jump to navigation

Brütal Legend – Rock medieval Novembro 30, 2009

Posted by nunomachado in Análises, Playstation 3.
trackback

Um parto difícil, é a primeira impressão que se pode ter sobre “Brütal Legend”. Antes de chegar à Electronic Arts, este título andou pelas mãos da Sierra, produtora que entretanto fechou as portas, tendo a Activision, que assegurou o catálogo da Sierra, abandonou o projecto “Brütal Legend”, por não acreditar no seu potencial. De facto, começou por ser um jogo de estratégia em tempo real, mas acaba por ser uma aventura em “open space”, em que mistura elementos da época medieval com o melhor do heavy metal. Quando se pensava que esta combinação, associada a uma atribulada produção, iriam dar origem a um péssimo título, eis que a surpresa final é bastante agradável.

Mais do que um jogo, “Brütal Legend” é uma boa história, muito por culpa de Tim Schafer, responsável por êxitos como “The Secret of Monkey Island” ou “Full Throttle”. Outro nome de peso neste jogo é o comediante e músico Jack Black que dá voz ao personagem principal, Eddie Briggs. Considerado o melhor “roadie” do mundo, ele é o responsável pela montagem e organização dos melhores concertos de heavy metal. Contudo, não anda nada satisfeito com o actual rumo da música, em que tendências mais vanguardistas estão a matar o puro heavy metal. Depois de sofrer um acidente, Eddie acorda num mundo de fantasia, que parece ter sido tirado de algumas capas de álbuns de bandas famosas como os Manowar. Eddie está agora no Mundo do Metal e terá de salvar os seus ídolos de dois estranhos inimigos, Lionwhyte e Doviculus. O primeiro representa o lado mais soft do heavy metal com uma cabeleira loura de tal modo farfalhuda que é capaz de voar, enquanto o segundo identifica-se com a vertente mais hard deste tipo de música.

A mecânica de jogo não é muito complicada, mas envolve algumas características diferentes do habitual. Sendo um jogo de aventura, nada melhor que um cenário de grandes dimensões e de livre exploração. O jogador dedica-se essencialmente à tarefa que tem em mãos, como conduzir ou tocar um instrumento, consoante os objectivos da missão que tem em mãos. A proximidade do jogador a estas missões é grande, obrigando o jogador a não se dispersar pelo cenário. Por outro lado, as missões podem ser escolhidas, existindo dois tipos, as que estão ligadas directamente ao desenvolvimento da narrativa e as que são secundárias e servem apenas para amealhar ganhos.

Destaque para uma arma muito particular, a guitarra, que além de dar música, possui poderes especiais, mas onde é necessário alguns conhecimentos musicais. Existe ainda uma divertida vertente de estratégia, em que Eddie é responsável pela organização de concertos e que servem para combater os inimigos das estrelas de heavy metal, numa espécie de combate entre palcos. A mesma estratégia é utilizada no modo on-line, com a diferença que são equipas de 4 jogadores que combatem entre si.

A nível gráfico, “Brütal Legend” é de extremos. Os cenários não primam pela diferença, nem por qualidade elaborada. Contudo, as excelentes animações das personagens, bem como os detalhes destas últimas rapidamente nos fazem esquecer a primeira impressão menos boa. Por outro lado, o som e a banda sonora são um dos pontos altos do jogo. Com diálogos deliciosos, devido a um enredo de qualidade, tudo é ainda melhor devido á utilização das vozes de grandes nomes do heavy metal. Assim, Lionwhyte é Rob Halford (Judas Priest), Guardian of Metal é Ozzy Osborne (Black Sabbath) ou Kill Master, que é Lemmy Kilmister (Motorhead). Destaque ainda para a presença do actor Tim Curry que dá voz ao vilão Doviculus. A banda sonora é formada por 107 músicas dos grandes nomes do heavy metal. Só para abrir o apetite, alguns dos temas incluídos são “Still of the Night”, dos Whitesnake, “The Beautiful People”, de Marilyn Manson, “Die For Metal”, dos        Manowar ou “High Speed Dirt”, dos Megadeth.

“Brütal Legend” é um jogo de culto para os fãs do heavy metal, mas não deixa de ser uma excelente aventura para quem gosta do género, com uma boa história, animações interessantes e um nível sonoro de grande qualidade.

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: