jump to navigation

Final Fantasy XIII – A espera terminou Março 17, 2010

Posted by nunomachado in Análises, Playstation 3.
trackback

São já mais de duas dezenas de anos que separam “Final Fantasy XIII”, que agora chega ao mercado, dos primórdios da série. Neste intervalo de tempo, surgiram uma infinidade de títulos, não só relacionados com a saga principal, mas também um conjunto alargado de “spin-offs”. Ao mesmo tempo, uma narrativa atractiva, personagens fortes e um aspecto gráfico sempre inovador fizeram da série “Final Fantasy” uma espécie de “Star Wars” do mundo dos videojogos.

Este novo episódio apresenta à partida um paradoxo ao jogador: os movimentos estão limitados, mas o aspecto gráfico e a jogabilidade estão melhores do que nunca. De facto, o jogo está demasiado linear para um RPG e ainda mais para “Final Fantasy”. No entanto, a compensação advém de um espantoso trabalho gráfico, um sistema de combates bem apurado e uma história abrangente.

Sem querer retirar algum mistério à história, o jogador fica logo de boca aberta com o vídeo de introdução. Enquanto passam o nome dos responsáveis pela produção do jogo, um vídeo que mostra os cenários e as personagens deixam qualquer um espantado pela qualidade gráfica, desde os cenários às animações e texturas. De seguida, entra-se na história. Tudo começa num comboio futurista que se dirige para Cocoon, uma cidade flutuante futurista e cheia de tecnologia. É o oposto a Pulse, um mundo no seu estado natural que sobrevive nas profundezas de Cocoon. Aqui, a governação de Sanctum tem sido marcada pela paz e desenvolvimento e pela protecção dos fal’Cie aos humanos. Contudo, quando se descobre que existe um fal’Cie com intenções malévolas, tudo muda. Os humanos acabam por tornar-se em l’Cie, os eleitos de fal’Cie, e têm agora que lutar contra o destino: ou combatem fal’Cie e esperam um futuro negro ou seguem o líder. De qualquer das formas, a escolha é sempre dramática, tal como a vida de algumas personagens, como são o caso de Snow e Lightning. O resto fica para o jogador descobrir. Destaque ainda para a introdução de vídeos que vão interligando a história, que nunca aborrecem e surpreendem pela qualidade gráfica.

Ao longo do percurso linear, muitos são os combates, variando os tipos de adversários. Entra em cena o Active Time Battle, um sistema de combate presente em cada personagem e bastante intuitivo. No início existe um tutorial, se o jogador o desejar, explicando como funciona. Existem uma série de ataques que podem ser feitos, o jogador escolhe e eles são efectuados de uma só vez. Pode ainda optar pelo “auto-battle”. Quanto menos tempo durarem os combates, melhor a avaliação final que irá depois permitir comprar novos equipamentos, em cada “save point”. É ainda possível atribuir tarefas aos “ajudantes”, que não fazem apenas mera figura de corpo presente, através do sistema Paradigm. A evolução das personagens é feita através do sistema Crystarium, em que os Crystogen Points servem para aumentar o HP e aceder a novas formas de magia.

A nível visual, “Final Fantasy XIII” é tudo o que um jogo deve ser. Ambientes estonteantes, animações e detalhes das personagens assustadoramente reais, texturas quase imaculadas, um motor de jogo que raramente dá parte fraca. A diferença entre as cores de Coccon e Pulse mostram a qualidade e o talento colocado no desenho destes dois mundos opostos. Também a banda sonora acompanha a qualidade gráfica, conferindo um ambiente de drama e mistério ao longo da narrativa.

“Final Fantasy XIII” mostra ser um dos grandes jogos do ano e um dos melhores da série. Contudo, para os puristas da saga e dos RPG’s, a linearidade da história e dos movimentos pode deixá-los algo desiludidos. Mas, com um bom sistema de combate, uma história envolvente, personagens carismáticas (Snow ou Lightning) e um aspecto visual de grande qualidade, vão convencer estes puristas, e mesmo os novatos da série, a não deixar de lado um jogo que já esperavam há cerca de seis anos.

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: