jump to navigation

Shrek Forever After: The Game – Um ogre inesquecível Julho 22, 2010

Posted by nunomachado in Análises, Playstation 3.
trackback

São mais os casos de insucesso na adaptação de filmes em videojogos que as situações de sucesso. “Shrek Forever After: The Game” procura seguir a narrativa associada ao filme que estreou recentemente, mas quando se entra nas questões mais técnicas, como aspecto gráfico e jogabilidade, a desilusão instala-se. Pelo menos, para quem sabe distinguir entre um produto produzido com qualidade e outro destinado aos mais jovens e sem grande pretensiosismo. 

A estrutura do jogo é muito simples. Mistura acção e resolução de puzzles, mas tudo de uma forma muito simplista, sem oferecer grandes desafios. O jogador, ou jogadores quando se opta pelo modo cooperativo, pode escolher controlar algumas das personagens inesquecíveis desta saga, Shrek, Fiona, Burro ou o inenarrável Gato das Botas. Cada uma delas possui poderes especiais que vão permitir ultrapassar os obstáculos que vão surgindo, como resolver enigmas, descobrir tesouros ou passar simplesmente para um cenário diferente. Durante a acção, existem alguns diálogos, cenas cinematográficas que ajudam a situar a história. Os combates também não oferecem grandes dificuldades. Estas vão aumentando consoante os níveis vão evoluindo, a troco de tesouros em locais específicos nos cenários. Estas “lojas” de habilidades disponibilizam quase todos os tipos de ajuda para progredir na acção, apesar da maioria dos casos não serem necessárias. Já os puzzles oferecem desafios mais interessantes, onde a entreajuda das diversas personagens é fundamental para resolver os enigmas. Nada que a experiência em resolver o primeiro ou o segundo puzzle não torne a resolução dos seguintes quase de forma mecânica.

O enredo é mesmo a melhor parte do jogo, tudo porque vai “beber” ao filme as peripécias e os actores que dão as vozes às personagens. O Burro nunca seria o mesmo sem a voz de Eddie Murphy, tal como o Gato das Botas, sem ter António Banderas a emprestar-lhe o sotaque espanhol. O aspecto visual é simplista e sem grandes rasgos técnicos. Cumpre o que se esperava de uma adaptação de um filme para jogo, com personagens bem detalhadas, cenários similares, mas sem grandes primores técnicos. “Shrek Forever After: The Game” também não oferece modo online, permitindo apenas que dois jogadores possam ajudar-se mutuamente durante a história.

De resto, acaba por ser um bom título para os mais novos e fãs da saga do ogre verde. Contudo, se for um jogador mais experiente a testar as habilidades de Shrek e seus amigos na PS3 irá ter uma grande desilusão. Tudo é demasiado simples, entediante e sem grandes alaridos técnicos. É pena que ainda se produzam títulos assim para as consolas da nova geração. Estas pedem qualidade acima de média, muito trabalho técnico. Algo que não está patente neste jogo. Vale pela história e o universo da saga Shrek para passar algum tempo de volta de “Shrek Forever After: The Game”.

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: