jump to navigation

Pro Cycling Manager 2010 – Sempre a pedalar Julho 31, 2010

Posted by nunomachado in Análises, PC.
trackback

A mais prestigiada prova de ciclismo terminou há poucos dias, o “Tour de France”. Mas, ainda muito há para pedalar. A popular Vuelta ou mesmo a “nossa” Volta a Portugal são algumas das provas que ainda faltam disputar. E para quem não gostou das prestações dos seus ciclistas preferidos e pretende efectuar a táctica correcta para o resto da temporada, “Pro Cycling Manager 2010” oferece esta oportunidade.

Aqui, o que conta é a táctica, pois o jogador assume o papel de director desportivo e não de ciclista. No entanto, é fundamental conhecer a condição dos seus atletas, pois um passo em falso pode ser o fim de uma vitória. Falar deste jogo é falar dos vários modos que o compõe. O mais abrangente é o modo “Carreira”, onde além da gestão da equipa, em termos técnicos, é necessário gerir contratações e finanças. E no ciclismo as finanças são fundamentais para a manutenção das equipas. Sem patrocinadores, não há equipa. E estes querem resultados. Logo a preparação da época, com estágios pré-temporada, gestão de provas, treinos e vitórias vão ser factores fundamentais para o sucesso. Ao longo da carreira, o director desportivo de bancada vai ganhando experiência e prestígio, consoante os resultados. É sem dúvida o modo mais interessante. Mas há mais.

Uma das novidades da versão de 2010 está no modo “Época”. Aqui apenas interessa definir tácticas para as corridas e nada mais. Durante uma época, é necessário gerir o esforço dos ciclistas com pinças e definir prioridades. No modo “Volta, tal como o nome indica, o jogador escolhe os ciclistas para uma prova por etapas e terá de fazer uma gestão ao milímetro dos seus atletas. Este é o modo que mais se aproxima da realidade do Tour. É ainda possível personalizar o percurso, retirando etapas, sejam elas planas ou de montanha. No entanto, para uma experiência mais próxima da realidade, o ideal é intercalar etapas planas com percursos montanhosos. Logo, a escolha dos ciclistas deve obedecer a estes critérios, escolhendo trepadores e roladores. Por último, existem os modos “Etapa” e “Clássicas”, provas de um só dia, onde é possível percorrer provas míticas, como o Paris-Robaix, onde o famoso piso empedrado é o pesadelo dos ciclistas. Já as provas em “Pista” oferecem um desafio diferente para quem não gosta das provas de estrada.

A jogabilidade continua muito simples, com menus intuitivos que permitem dar indicações aos ciclistas. Estes estão divididos por mais de 60 equipas de todo o mundo, com a presença de apenas uma equipa portuguesa, a Palmeiras Resort-Tavira. O jogo tem uma vertente de personalização bastante interessante, através dos editores de etapas e base de dados. O aspecto gráfico é um dos pontos mais positivos do jogo. O nível de detalhes é enorme, seja dos cenários, rurais ou citadinos, seja dos próprios ciclistas e dos aspectos climatéricos. Quanto ao som é um pouco inócuo e banal. Falta emoção e mais variedade.

“Pro Cycling Manager 2010” não é o melhor jogo de sempre, mas é o melhor simulador de estratégia de ciclismo. Tem gráficos interessantes, modos variados e uma jogabilidade simples. Mas, falta-lhe as licenças de equipas de topo, algumas incorrecções gráficas e uma maior emoção durante as provas, pois um ataque bem estudado raramente tem uma resposta dos adversários.

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: