jump to navigation

Valkyria Chronicles II – Escola de guerra Setembro 22, 2010

Posted by nunomachado in Análises, PSP.
trackback

A passagem de jogos das consolas “tradicionais” para as portáteis nem sempre é feita com sucesso. Contudo, “Valkyria Chronicles II” é a prova que, com competência, é possível ter o melhor de dois mundos. Isto significa, que um jogo com qualidade na PS3, atinge um patamar semelhante na pequena PSP. Neste caso, o jogo vai “beber” quase tudo ao original da PS3 e ainda bem. A história gira em redor de Avan Hardins, recrutado para a Academia Militar Lanseal por um professor que vê nele um grande potencial. O herói vê neste convite o momento ideal para descobrir o que aconteceu ao seu irmão, Leon, que estudou na mesma Academia e acabou morto. Avan procura descobrir o que aconteceu ao irmão, pois a morte de Leon está envolta num mistério que nunca foi resolvido. Contudo, Avan acaba por se ver envolvido num problema ainda maior, entrando numa espiral de violência difícil de parar.

Tudo foi bem pensado em “Valkyria Chronicles II”. O espaço da Academia serve para aprender, ganhar experiência, interagir com as personagens que não são controláveis. Já o espaço exterior está reservado para os combates que, por vezes, chegam a disputar-se dentro dos muros da instituição. É também nesta distinção que o jogo separa géneros. Por um lado, a vertente RPG está patente na evolução das personagens, com destaque para Avan, enquanto nos combates temos um jogo diferente, mas na linha de combates na terceira pessoa.

A acção divide-se em missões, que vão evoluindo em grau de dificuldade. O ideal para os novatos, com pouca experiência neste género de títulos, que se vão habituando às tácticas de combate. Caso contrário, haveria muitos jogadores a desistirem, frustrados com as derrotas sucessivas. Assim, a linha de aprendizagem é equilibrada. Por outro lado, as estratégias de combate em muito dependem das classes inaugurais presentes, Scout, Engineer, Shocktrooper, Lancer e Armored Tech. Cada uma delas apresenta diferentes habilidades, que vão evoluindo ao longo da acção, promovendo combates diversificados. Um simples tiro no peito não faz tantos danos como na cabeça, existem pontos de cobertura em momentos de maior aperto e até o próprio clima pode ter influência no desenrolar da acção.

O aspecto gráfico do jogo não foge muito à tradicional anime japonesa. Não é um supra-sumo da estética, mas tem traços competentes e um motor de jogo que não se engasga, mesmo nos momentos de maior afluência de unidades no terreno de jogo. Também a banda sonora é adequada à acção, sem se destacar. Na vertente multiplayer, existem opções para jogar em modo cooperativo e competitivo, num entanto apenas é possível em rede local. “Valkyria Chronicles II” é um dos melhores RPG’s para a PSP. É um jogo equilibrado em todos os aspectos, com uma história consistente, uma mecânica que não é repetitiva, aspecto gráfico competente. Tudo somado, pode chegar a mais de 40 horas de jogo, um valor muito interessante para títulos da PSP. Eis a prova que um bom jogo na PS3 pode continuar a sê-lo na PSP.

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: