jump to navigation

WRC – Sempre a fundo! Outubro 26, 2010

Posted by nunomachado in Análises, Playstation 3.
trackback

Nem sempre os jogos oficiais de competições internacionais demonstram a qualidade necessária. Tudo porque tentam assemelhar-se demasiado à realidade das competições e esquecem as vertentes de divertimento e emoção que um videojogo deve transmitir. Contudo, nos últimos anos esta tendência tem vindo a inverter-se. No desporto automóvel, os jogos que retratam as grandes competições começam a ser referências, como o recente “F1 2010” e agora “WRC”.

O menu do jogo é muito simples e vai directo ao assunto. Apresenta os vários modos de jogo e, dentro destes, apresentam-se inúmeras opções. No entanto, a primeira grande escolha a efectuar está na dificuldade. Existem três níveis, uma para os mais inexperientes, outra para os que já têm alguns conhecimentos de condução virtual e, por fim, outra para os profissionais. Quem optar pela dificuldade mínima terá a ajuda de uma Academia WRC, que promete transformar os mais aselhas em verdadeiros ases do volante, com a criação de um perfil e partindo do nada até atingir a glória.

Depois, poucas novidades existem nos restantes modos. O single player tem no modo Campeonato o mais entusiasmante, existindo ainda as corridas únicas ou os “time attack”. Está ainda disponível um multiplayer e um on-line, onde é possível competir com 16 “pilotos” no máximo. Por fim, o “Road to the WRC” mostra antigas máquinas da história do Mundial de Ralis, como Lancia Delta S4, Ford RS200, Citroen BX4TC, Renault R5 MaxiTurbo ou Peugeot 205 T16.

O melhor de “WRC” é mesmo a jogabilidade. Os produtores do jogo, a Milestone, optaram por deixarem a vertente arcade de lado, e optaram por um simulador quase puro e duro. Isto significa que, nos níveis mais avançados, o erro é algo que não é permitido, pois pode levar à desistência ou mesmo, um segundo perdido, significa um lugar perdido. A física também está muito próxima do real, ou seja, a condução tem que ser quase perfeita e as batidas provocam sérios danos nas máquinas. Para ajudar à festa, os efeitos climatéricos influenciam em muito a condução. Lama ou neve provocam sérias dificuldades, enquanto os pisos mais duros obrigam a cuidados especiais. Para que tudo funcione na perfeição, existem diversas afinações que podem ser feitas, enquanto a escolha de pneus revela-se fundamental para alcançar bons tempos.

Como jogo oficial do Mundial de Ralis, “WRC” está totalmente licenciado. Todos os pilotos oficiais estão presentes (58), tal como as máquinas. Assim, na categoria WRC o jogador pode optar pelo Citroen C4, Ford Focus e Subaru WRC. Existem ainda mais três categorias a S-WRC, P-WRC e J-WRC, com diversas marcas presentes, num total de 18 veículos oficiais. Estão ainda disponíveis as 13 provas do Mundial de Ralis, com mais de 78 troços, com os pisos mais diversos, como terra, asfalto, neve ou lama. Por fim, a qualidade gráfica está acima da média. Os troços portugueses têm pormenores deliciosos, como as casas típicas do Algarve. Os carros estão fiéis à realidade e o motor de jogo demonstra grande vitalidade, sem nunca mostrar fraquezas.

Em suma, “WRC” é um bom princípio para atingir a glória de um nome imortal dos ralis, o francês Sébastien Loeb. Virtual campeão de 2010, recordista do número de títulos mundiais e de vitórias em ralis, vai deixar a competição no final de 2011. Assim, quem desejar ocupar o trono sem rei, eis a oportunidade. O realismo é assustador, a jogabilidade fantástica e os modos de jogo são bons e variados. A não perder.

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: